Fases do concurso - Prova oral - Parte 14 - O estudo para a prova oral, o descanso e as 24 horas

By | janeiro 22, 2020 Leave a Comment


Ao ser aprovado para a prova oral, é muito comum o candidato se desesperar não sabendo como estudar. A prova oral costuma chegar de supetão e, normalmente, em data próxima. Nesse ínterim, é normal que os aprovados se organizem para formular/atualizar algum material resumindo o edital, como ocorre com o famoso “Santo Graal” do MPF.

O problema de estudar por material com o qual não se tem familiaridade é a perda de tempo lendo pontos prolixos, repetitivos ou que trazem informações que, para o leitor, já são óbvias, mas, por desconhecimento do que estava lá, acaba tendo quer ler. Com isso em mente, eu aconselho fortemente (i) a estudar pelo material que te levou até a última fase (certamente é bom!) e (ii) a usar, como complemento, as informações construídas/atualizadas pelo grupo, com especial atenção ao perfil dos examinadores.

No que tange ao estudo, eu os dividia em dois focos: (i) ganho de insights e capacidade de formular links, o que ocorre com a revisão global dos temas (lei, doutrina e jurisprudência) a fim de saber melhor contextualizar e ganhar terreno para fazer eventuais inferências; (ii) reforço da memória, que seria o foco da SEMANA DA PROVA, estudando aqueles temas que, se não revisados, teriam alta IMPRECISÃO (como lei de S.A. e lei de falências). Sobre o último foco, a analogia é a semana da prova objetiva, ie, o estudo de temas MAIS IMPACTADOS pela curva do esquecimento.

O descanso é relevante no dia anterior quando NÃO há sorteio de ponto e entre as 48 e 24 horas quando HÁ o sorteio de ponto. Neste último caso, o foco das 24 horas deve ser APENAS o reforço da memória, seguindo do ponto mais vulnerável (lei de S/A) até o ponto mais consolidado (fato do produto), com eventual sacrifício dos últimos se não houver tempo (até para conseguir dormir). A leitura, durante a semana da prova, dos pontos mais chatos trará tranquilidade para o caso de “cair” um desses pontos chatos no sorteio e dará maior velocidade na respectiva revisão.

Em todo caso, é importante ter em mente que a revisão apenas eleva um pouco a precisão em alguns detalhes, mas NÃO é indispensável para a aprovação ou boa nota!


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comments: